SURREAL

SURREAL

SURREAL     Surpreso ante o meu reflexo em olhos teus De súbito encanto, a calar-me em lábios mádidos, Sussurrando delírios, em lírios frescos e cálidos… Subi as Estrelas, para trazer-te em versos oníricos   A cor da noite, na ponta dos teus dedos píricos...
A PRIMA DA RIMA

A PRIMA DA RIMA

A PRIMA DA RIMA   A prima da Rima Se chama Constância, E desde menina Sem extravagância,   É a menos querida Da mãe Poesia, Vivia esquecida Ao Esmo dizia,   Que desde a infância A Rima reinava, Quem era Constância? O poeta pensava…   E assim sussurravam Os anjos...
VERSOS EM 212 SABORES

VERSOS EM 212 SABORES

VERSOS EM 212 SABORES     E desnuda, em um sonho real, eu a vesti de poesia, Sim! A cobri, corpo límpido, carne quente, E perfume de 212 sabores, e calada dizia: Querer sem querer, em língua vistosa,   Um baile entre os dentes…   Langue em desejos, atroz em ser...
NÃO ME ORGULHO

NÃO ME ORGULHO

NÃO ME ORGULHO   Não me orgulho de ser diferente, ainda crer em gente. De pensar que afeto é melhor que grosseria, de ver como magia a lua colher estrelas! Não me orgulho por mesmo certo despir o orgulho e pedir perdão, é que presença doce amarga a questão. E...