CHIBATA

  CHIBATA     Trabalhador, trabalha a dor, trabalho o odor,   traz lá na flor, trambolho cor! Dor lhe bata…   (Anderson Delano Ribeiro)     #AlegoriasDeUmaVida...

3 TERCETOS

3 TERCETOS   Pode a mulher imaginária escrever Com passos na areia esboços roucos de cantos em Ode?   Pode fazer manuscritos sinestésicos Quão meu corpo pede? – Bom dia moça da tez de louça!   Pés descalços em tercetos Entoam um ballet grifado na praia,...

RESUMO

RESUMO     Aqui jaz um ser pensante, que falou latim, tentou mandarim, Cantou Tom Jobim, plantou no jardim, incenso Jasmim… Aqui Jazz um ser pulsante.   (Anderson Delano Ribeiro)    ...

TENHO UM NOVO AMOR

TENHO UM NOVO AMOR   Tenho um novo amor! Seu nome é Vitória, Mas lá ja tá Ísis pedindo que eu volte… Dizes: “Sois livre!” Onde matizes azuis tão belas, me afogam em corais… Deixe-me ir! Sem sufoco, meio louco, sei! Mas de ti fugir, Nos...

VIDA

VIDA   Que seja um verso, poemar fundo e rimar contra o tempo, cada segundo é solilóquio, cada esquina um soneto, Cada agrura um terremoto, Cada nota denota o medo, Que seja inverso reverso nosso frio na barriga, O sorriso da conquista de nascer caudalosa estrela...

LIBRIANA

LIBRIANA     Caiu… Caiu a ficha de uma ligação descreditada, Caiu o verso como cai uma enxurrada! Em um banho madrigal, em soneto e solilóquios soluçados,   Caiu! Aqui caiu uma tristeza como cai a aurora em duas horas, e tanta inspiração tem motivo, nome de A a Z e...

TALHERES NOVOS

TALHERES NOVOS     Comprei talheres novos, para um banquete de vento e ar, não que me falte alimento a mesa ou mesa para alimento, mas todo feno deixei pra trás…   Comprei taças de vidro, para brindar salve a Rainha! Que me acolhe em seu jardim, para empoemar...

CIANO CÉU

CIANO CÉU     Era uma vez um Menino Azul, Não era Bordô nem Magenta, Era Ciano e infeliz…   O Menino Azul queria Ser de Escarlate cor, Pois neste não cabe   Azul em fruto ou flor, E resolveu curar o mundo Do feliz Ciano céu!   Talvez se bebesse Amarelo Sol, o Rubro...

ZÉ POBRE, ZÉ RICO

ZÉ POBRE, ZÉ RICO   José perdeu-se em tantos desejos de Ter, A TV mais cara, o carro do ano, a cortina da sala, o nariz do Fasano,   Preenchida a casa, vazia a conta, Num faz de conta que conta esse conto, José esqueceu-se de Ser…   Trafegava de...

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA   Psicologia não é magia, é um farol na imensidão num oceano de sensações, que te leva as margens de um novo horizonte… A ilha que somos.   (Anderson Delano Ribeiro)...

SONETO DAS POLARIDADES

SONETO DAS POLARIDADES   Destrato Trato Desmato Mato   Desfaço Laço Descalço Alço   Desloco Louco Por pouco   Desmereço Eu Mereço Desfaleço   (Anderson Delano Ribeiro)...

JUS SANGUINIS

JUS SANGUINIS   – Serias tu, vivaz suficiente Para viver eternamente?… Vivo os dissabores da vida, Nas tênues noites frias; Lôbrego, na ânsia de um sonho, No firmar da lua, pobre Eva cativa. Ah, lúgubre noite bela! Faz-me pensar em tudo que vivi de perverso, Na...

Página 10 de 11« Primeira91011

Outros Poemas

Pin It on Pinterest