É PRA VIDA
 
É pra Vida… Sim, é pra Vida os sonhos que desenho de olhos bem abertos,
É pra Vida, as cores que trazes em seu vestido e seus olhos me aquarelam!
É pra Vida o Chamego Meu que embala em nossa canção…
É pra Vida te ouvir chamar Vida esse Poeta que vive pela Vida menina.
 
É pra Vida as cores da janela à geladeira, toda bela, toda prosa…
É pra Vida a liberdade do seus vôos, hora rasos, hora soltos, mas certos
que são os passos mais lindos da dança do pássaro mulher!
É pra Vida, as mão dadas na praia, os meus olhos em sua sua saia,
 
E nosso caminhar por novos e lindos horizontes refletidos nesses olhos,
Feliz… Num abraço de eternidade e esquecimento do mundo fora do abraço.
 
(Anderson Delano Ribeiro – 23/08/2015)
Anderson Delano

Anderson Delano

Aprendiz de psicólogo pela UFF, poeta, músico, apaixonado por arte, design, nerdices e pela Psiquê.

MAIS SOBRE O AUTOR
TODOS OS POSTS