EU NUNCA AMEI O MAR

EU NUNCA AMEI O MAR

EU NUNCA AMEI O MAR   Eu nunca amei o mar, confesso, porém insistente o mar me cativou, cantando baixinho em noite ondejante, inundou poesia em riso miúdo. De quem nunca desistiu de mim.   (Anderson Delano Ribeiro – 2012)  ...
AMARULA

AMARULA

  AMARULA     Amarelo em mechas loucas, Que eu quero em réstias soltas, Toco os lábios em ventura Arde a boca em amarula.   (Anderson Delano Ribeiro)     #140Microcontos     (Foto por David Levine –...
3 TERCETOS

3 TERCETOS

3 TERCETOS   Pode a mulher imaginária escrever Com passos na areia esboços roucos de cantos em Ode?   Pode fazer manuscritos sinestésicos Quão meu corpo pede? – Bom dia moça da tez de louça!   Pés descalços em tercetos Entoam um ballet grifado na praia, Seriam asas ou cauda a canga saia?   (Anderson Delano Ribeiro)   #140Microcontos...
Página 1 de 4123Última »

Pin It on Pinterest