AMORTECIMENTO
 
 
Teu sotaque, tem um ar que me bate
Saudade, tem hora dá baque mesmo
Ao ouvir em outras bocas…
 
É tão seu que faz posse, o R em recorte,
Recorda-me é teu! Tanta letra R lembro
Que não erre a mira que este amorr teceu.
 
(Anderson Delano Ribeiro – 09/01/2016)
Anderson Delano

Anderson Delano

Aprendiz de psicólogo pela UFF, poeta, músico, apaixonado por arte, design, nerdices e pela Psiquê.

MAIS SOBRE O AUTOR
TODOS OS POSTS